Semipresencial

Serviço Social

Duração do Curso:
8 semestres

Períodos de estudos flexíveis com a sua rotina de trabalho.
Entenda melhor as opções de horários:

Polo São Paulo

Rua Fagundes, 97 – Liberdade – São Paulo – SP

Mensalidade

De R$ 504,62 por R$ 328,00

Economia no semestre de R$ 1.059,69

Matutino
Opção 1 4 dias: Segunda a Quinta 7h às 8h40
Opção 2 2 dias: Segunda e Quarta 7h às 10h40
Opção 3 4 dias: Segunda a Quinta 9h às 10h40
Noturno
Opção 1 4 dias: Segunda a Quinta 18h às 19h40
Opção 2 2 dias: Segunda e Quarta 18h às 21h40
Opção 3 4 dias: Segunda a Quinta 20h às 21h40

Por que fazer?

O curso de Bacharelado em Serviço Social da FMU deve ser feito por aqueles que pretendem atuar na sociedade como assistentes sociais compromissados com o desenvolvimento de crianças, adolescentes e adultos, planejando, coordenando, implementando e avaliando políticas e projetos sociais. Além disso, o assistente social conta com um mercado de trabalho bastante diversificado.

Perfil Profissional

O bacharel em Serviços Sociais é chamado de Assistente Social e atua no combate às desigualdades da sociedade, analisando, acompanhando e propondo soluções para melhorar as condições de vida de crianças, adolescentes e adultos. Ele desenvolve atividades para execução de políticas públicas que integram o indivíduo na sociedade, além de garantir o bem-estar do cidadão a partir do planejamento de políticas que promovam a igualdade e a justiça social, dentre outras atividades.

Com o curso de Bacharelado em Serviço Social capacita para a atuação nas diversas expressões da questão social, formulando e implementando propostas de intervenção a partir de práticas competentes e eficazes.

Área de Atuação

Para atuar na área de Serviço Social é exigida a inscrição no Conselho Regional de Serviço Social, além de formação superior na área. Os locais de atuação são vários, confira a seguir:

• Instituições públicas – órgãos municipais, estaduais e federais.

• Empresas privadas – integrando equipes multidisciplinares e multiprofissionais.

• Universidades – como docente ou pesquisador (após a realização da Pós-Graduação).

• Consultoria – sobre políticas sociais de modo autônomo.

• Hospitais, centros de saúde, varas da infância e da juventude.

• ONGs, associações, movimentos sociais, institutos técnicos, escolas, creches, entre outros.

Além disso, no dia a dia, você poderá:

• Implantar projetos assistenciais;

• Planejar e executar políticas públicas e programas sociais voltados para o bem-estar coletivo;

• Acompanhar, analisar e propor ações para melhorar as condições de vida de crianças, adolescentes e adultos;

• Criar campanhas de alimentação, saúde, educação e recreação;

• Propor ações e desenvolver a capacitação em centros de reabilitação psicossocial e abrigos de menores para a reintegração;

• Desenvolver projetos que subsidiem a garantia de direitos de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social – proteção à criança e ao adolescente;

• Facilitar o acesso da população às informações e ações educativas na área de saúde;

• Planejar e implantar projetos, criar campanhas nos segmentos de saúde, educação e alimentação, propondo soluções para melhorar a vida de crianças, jovens, adultos e idosos;

• Planejar, avaliar e gerenciar programas educativos de saúde, lazer e segurança no trabalho para o corpo de colaboradores;

• Implantar programas de benefícios sociais aos trabalhadores e suas famílias;

• Orientar o acesso do trabalhador às políticas sociais públicas e aos direitos sociais e trabalhistas;

• Trabalhar com questões sociais, como exclusão social.